LOBAO

Ver todos os pensamentos next prev

"A poesia é como um sonho que se organiza!" facebook tumblr

"Quando o acaso toca os sinos da imperfeição!" facebook tumblr

"Tanto céu e tanta estrela pra contemplar!" facebook tumblr

"Não há perigo em recomeçar!" facebook tumblr

"E viver comigo toda a minha vida e além numa espécie de ação fantasmagórica!" facebook tumblr

"Até quando vão enganar
 o rebanho no redil alegre a sambar?" facebook tumblr

"Eu vou deixar pra trás o estreito‚ o oco‚ o raso e as certezas vãs!" facebook tumblr

"E o que é banir? Quando conseguimos em um instante para sempre nos entrelaçar!" facebook tumblr

"Esse seu mundinho redondinho a qualquer hora vai desmoronar!" facebook tumblr

"Mas o dia chegará em que chão da Pátria irá tremer!" facebook tumblr

"A incoerência de quem fala depende de quem vai ouvir!" facebook tumblr

Blog

13/06/2014 | 12:04h

UM GOL DO BRASIL (junho de 1014, não, junho de 2014)


Aquela euforia alienígena me espreitava ruidosa
fora das grossas paredes que me defendiam
naquele sereno e invicto exílio transcedente,
até então
invadido de súbito, povoando minha terna solidão
quando minha bexiga me chamou até o banheiro
uma emboscada de alvorosso terrestre e estridente
assassinou efusivamente
o meu silêncio companheiro
Oh!, meu sagrado e diminuto recanto,
transformado de repente
em um templo violado
por grosseiro desencanto
justamente no cair do crepúsculo
meus idílicos momentos evaporados
Eu, em choque, ameaçado
dentro do lavabo minúsculo…
enquanto mijava tranquilo, numa outrora quase agora
me vendo, emboscado por ora,
pelo estrondo de inúmeros rojões
trovejando junto àquela algazarra efervescente
sangrando estampidos aos borobotões
gritos, trombetas e apitos,
o flamejar frenético e contrito
de bandeiras farfalhantes, amarelo/verdejantes
e, vez por outra, vermelhas
fundindo-se nos labirintos bem limpinhos das minhas orelhas
penetrando o claustrofóbico recinto pelo vasculhante
aquela massaroca ôgra de sonoras emoções, caos tonitroante
e sensações primevas,
expulsavam todos os sussurros e quietudes da mente
e o aconchego aveludado das minhas enclausuradas trevas
como um tornado de exaltações sônicas
a endereçar-me uma espécie de acústico estupro,
em meio àquelas manifestações histriônicas
no diapasão aziago e impessoal, imposto a qualquer custo
pela tirania da felicidade conquistada pelo susto
Os estampidos, o barulho, o pavor dos gatos!
uma catarse viralático/varonil de reverberação patriótica
O brasileiro e suas sublimes ilusões de ótica
uma vergonha mundial? Ora bolas, azar dos fatos?
Não! uma pérola do auto engano da tradição nacional…
o brasileiro é o artista dos contornos
curvilíneos estratagemas
todo mundo dentro das curvas do sistema
pois às profundezas d’alma nunca fomos muito afeitos
quase sempre ôco, raso ralo e estreito
perseverando em engendrar pouco épicos desejos
o brasileiro vê vantagem em dar nó em pingo d’água
e beliscão em azulejo
e que fique bem claro e sem mágoa:
isso é apenas um traço singular da nossa meta-raça.
jamais uma insinuação da qualidade ser defeito
Muito menos, qualquer sinal de desgraça.
enfim, embora aturdido, consegui mijar reto e a termo.
Contudo, não estamos livres das algemas
Que nos iimpusemos como cínico adorno
lascivo, abúlico, prozaico e enfermo
Que, sendo brasileiro, me conformo
Mas ser brasileiro me condena!
Mijar sempre me trás uma boa ideia,
no sagrado vácuo do alívio da bexiga,
algo mais complexo que mera panaceia,
num fluxo iluminado externa
uma espécie de dom obstruso
algo advindo de uma cantiga
pretérita… eterna
mesmo invadido por, rojões intrusos.
Uma mijadinha é ato filosófico….
sempre a nos socorrer com uma centelha amiga,
que me ensina
ao sabor do som daquela nano cascata de urina
cantar assim essa estranha odisséia,
decrépita, pristina
Eu, poeta aliviado de seus fluidos
esses estranhos musos
a retratar à moda antiga,
algo meio fora de uso
sua singela e cotidiana epopéia
e através daqueles histéricos ruídos
presumir que alguém marcou um goal
o que seria bem normal
poder afirmar que foi contra mesmo sendo a favor
se não estiver muito confuso
mesmo em nossa norma, o absurdo, um abuso
seria semelhante previsão assim propor
que dê até empate, apesar de não ser o resultado ideal
de preferência, a vitória, sempre!
embora a derrota viva teimosa e viceral
em nosso coletivo ventre
E não venha me chamar de derrotista
Diagnóstico apressado e reducionista
pois o Brasileiro é assim, esperto: jamais sai perdedor,
malandro menino com alma de artista
ser único na História Universal
eu apenas um arguto observador
mas como brasileiro varado de patriótico clamor
ainda a sacudir o pau
brado repleto de infinito amor:
dane-se a realidade, dane-se o pudor,
e viva o escrete nacional!



( Abertura da Copa do Mundo de 2014 Brasil e Croácia)


facebook tumblr

Poderá também gostar de:

Carregando + conteúdo!
Histórico
201620142013
  • - Resenha: Manifesto do Nada Na Terra Do Nunca
  • - Literatos: Manifesto do Nada na Terra do Nunca, de Lobão
  • - Em 2001...
  • - Trecho Manifesto do Nada na Terra Do Nunca
  • - El Desdichado II (DVD Ao Vivo)
  • - Algum tempo atrás!
  • - Decadence Avec Elegance
  • - Trecho Manifesto do Nada na Terra Do Nunca
  • - Eu Não Vou Deixar (Lobão) 23/08/2013
  • - Bambina (DVD Ao Vivo)
  • - Julho (5)
  • - Junho (3)
  • - Maio (5)
  • - Fevereiro (1)
  • - Janeiro (8)
  • 2012
  • - Uma festa que vai marcar época
  • - "lino, sexy & brutal" numa noite emocionante...
  • - Cachoeira do Sul • 1992
  • - Show • Sesc Santo André (19/08/12)
  • - 1996
  • - Momentos Brilhantes da Minha Vida Ridícula - Adão Iturrusgarai
  • - Julho (4)
  • - Junho (5)
  • - Maio (11)
  • - Abril (6)
  • Os 10 posts mais Vistos

    Receba novidades por e-mail. Cadastre-se


    ® 2012 LOBAO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS tumblr myspace