{"letra":"O grito \u00e9 a fuga do sil\u00eancio
\r\nO pren\u00fancio de um gozo ou um sinal de dor
\r\nPode ser um aval para o covarde
\r\nOu para a alegria ol\u00edmpica do vencedor
\r\nN\u00e3o raro \u00e9 um xod\u00f3 de psiquiatras
\r\nOu simplesmente um deleite para quem gosta de gritar
\r\n
\r\nO grito‚ pai da palavra‚ sogro do p\u00e2nico‚ primo do desespero
\r\nNeto da vida e da morte‚ filhote do entusiasmo e da euforia
\r\nE por sinal
\r\n
\r\nA certeza da certeza faz o louco gritar
\r\nA certeza da certeza faz o louco gritar
\r\nA certeza da certeza faz o louco gritar
\r\nGritar‚ gritar‚ gritar
\r\n
\r\nGrito de carnaval‚ grito de guerra
\r\nGeralmente as vaias s\u00e3o o grito do minuto de sil\u00eancio
\r\nGrita o coro da trag\u00e9dia
\r\nGritam tamb\u00e9m as menininhas na plat\u00e9ia
\r\n
\r\nO grito \u00e9 o mantra do condenado
\r\nOu do atingido pela sorte de um bilhete de loteria
\r\nGrita a boca desgrenhada do ventre anunciando a fome
\r\nGrita o pastor esconjurando dem\u00f4nios na sua liturgia
\r\nE por sinal
\r\n
\r\nA certeza da certeza faz o louco gritar
\r\nA certeza da certeza faz o louco gritar
\r\nA certeza da certeza faz o louco gritar
\r\nGritar‚ gritar‚ gritar
\r\n
\r\n","autor":"","cifra":0}